Digest 10/01 - Bitcoin inicia rally de 2020

A possível guerra dos EUA com o Irã foi o empurrãozinho que o bitcoin precisava para começar o rally de 2020. Daqui para frente, as pressões de alta só vão aumentar.

Oscilação do Bitcoin na semana. (Fonte: Bitcoin Ticker)

Após o ataque aéreo americano que matou o chefe da Guarda Revolucionária Iraniana na semana passada, foi divulgado que vendedores baseados no Irã, da plataforma de negociação P2P LocalBitcoins, estariam pedindo cerca de 1 bilhão de riais iranianos (TIR), o equivalente a mais de US$ 24.000, por Bitcoin. Entretanto, a criptomoeda não foi negociada por esse grande valor no Irã. A confusão foi entre o câmbio oficial e o câmbio que é realmente praticado no país. Com isso, os valores divulgados na plataforma Localbitcoins foram mal interpretados.


Após a mídia noticiar na quarta-feira (8) o ataque iraniano às tropas do Estados Unidos em duas bases militares no Iraque, o Bitcoin registrou uma valorização acima de US$ 8.400. Contudo, a criptomoeda teve uma leve queda após o presidente americano informar que não faria novas ações em resposta ao bombardeio.

Variação de mercado. (Fonte: Coin360)

A gigante japonesa de serviços financeiros SBI e o provedor de internet GMO se uniram para formar a maior instalação de mineração de Bitcoin do mundo. Segundo informações divulgadas pela Bloomberg na terça-feira (7), a instalação será operada pela Whinstone Inc. e superará em quase três vezes a capacidade da que é atualmente considerada a maior, da chinesa Bitmain Technologies Ltd.


Outro fator que impulsionou a valorização semanal do Bitcoin foi o aumento de US$ 200 milhões na capitalização de mercado do Tether. A injeção do USDT fez com que o preço do Bitcoin subisse 5% em uma hora e meia na segunda-feira (6).


A Coinbase anunciou na terça-feira (7) que o aplicativo de sua plataforma de negociação, a Coinbase Pro, está disponível para o sistema operacional Android. A nova compatibilidade inclui recursos de depósito e retirada de criptomoedas e moeda fiduciária para os usuários desse sistema.


O portal chinês Sina Finance anunciou na terça-feira (7) que a rede blockchain da China, a Blockchain-based Ser­vice Net­work (BSN), será lançada oficialmente em abril. O projeto foi desenvolvido para fornecer uma infraestrutura confiável e escalável para apoiar novos projetos de blockchain do país, o desenvolvimento de cidades inteligentes e a economia digital.


Brasil:

Bitcoin e as criptomoedas são ativos globais, mas como este informe está direcionado ao público brasileiro, temos uma seção especial sobre o dólar e acontecimentos nacionais, mesmo que não tenham impacto no valor das moedas.


A empresa Tritum Digital Assets anunciou na quarta-feira (8) o lançamento da Bolsa Cripto, uma nova exchange de Bitcoin no Brasil. A nova plataforma oferece 20 tipos diferentes de pares de negociação, tem capacidade para transacionar até 1 milhão de ordens por segundo e suporte para 4 stablecoins.


A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou na segunda-feira (6) que o lançamento das diretrizes do sandbox regulatório e a execução das mesmas é prioridade para este ano. A CVM anunciou no ano passado que o sandbox funcionará como um ambiente de testes, no qual a autarquia pode permitir que fintechs e outras companhias possam emitir criptomoedas.


A B3, bolsa de valores oficial do Brasil, dobrou a base de investidores pessoas físicas em 2019, atingindo 1.678 CPFs registrados.


Futuros vs ETF:

Nesta seção, colocamos as atualizações das aprovações de futuros e ETFs. Sabendo que aprovar um futuro é pressionar o preço para baixo e aprovar um ETF é empurrar para cima, normalmente temos a aprovação de futuros e a rejeição dos ETFs.


A WisdomTree anunciou um investimento de US$ 17 milhões na startup Securrency Inc, uma das principais construtoras de blockchain de nível institucional. A WisdomTree, que é gerente de ativos, ETFs e financiadora de produtos negociados em bolsa (ETP), tem como objetivo aproveitar a tecnologia blockchain para o mercado de ETFs.


Roubos e golpes da semana:

Sabemos que, como o mercado de bitcoin é novo e pouco regulado, muitas pessoas tentam se aproveitar da falta de informação dos investidores. Sendo assim, colocamos aqui avisos e alertas sobre as tentativas de golpes, fraudes ou roubos de bitcoin para você ficar atento e investir com mais segurança.


A empresa de segurança cibernética Kaspersky informou na quarta-feira (8) que o grupo de hackers Lazarus dobrou os esforços para infectar os computadores dos usuários de Mac e Windows e roubar criptomoedas. O grupo, que supostamente é patrocinado pelo governo norte-coreano, estaria usando a interface de negociação de criptomoeda de código aberto modificada, a QtBitcoinTrader, para distribuir e executar o malware.


O Ministério Público Federal está acusando a Urpay, que atua como um tipo de banco digital para empresas, de ser um braço da Unick Forex. A Unick é acusada de ser uma pirâmide financeira baseada em Bitcoin e prometia rendimentos de até 400% através de aplicações em criptomoedas no mercado Forex. A empresa não possui autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e, além disso, a autarquia proíbe negociações com Forex no Brasil.


Análise do Christian:

Melhor notícia que saiu essa semana foi a mineradora da Whindstone, que vai entrar forte no mercado. Isso alivia as tensões de um suposto domínio da rede pela Bitmain. O Bitcoin segue firme e forte.

Acertamos em cheio o crescimento do Bitcoin SV. Já é hora de realizar o lucro.


Carteira do Christian:

(50%) Bitcoin: ∆ +9,08%

(10%) Bitcoin SV: ∆ +45,69%

(20%) Binance Coin: ∆ +7,79%

(20%) Tezos: ∆ +0,43%

0 visualização
CONTATO