Digest 14/06 - Litecoin já se valorizou 360% no ano

Mais uma boa semana para o mercado cripto. As principais moedas fecharam a semana com resultados positivos, movidas pela subida do Bitcoin.


O Bitcoin conseguiu se estabelecer acima de US$8000 e investidores estão testando as resistências para continuar o crescimento. A próxima resistência a ser testada é de US$8500, que está prestes a se estabelecer. Segundo análise do CoinTelegraph, o volume de compra não acompanhou a subida nos últimos dias, o que pode significar que a moeda irá sofrer uma breve queda de volta aos US$8000. Ainda assim, segundo o Investing.com, os investidores estão confiantes de que a moeda está numa fase bull e deve continuar subindo.



Gráfico do Bitcoin na última semana. (Fonte: BitcoinTicker)

Enquanto isso, lembramos novamente da Litecoin - a moeda já subiu 360% desde o início do ano e continua se valorizando, antecipando o halving, que acontecerá daqui a 53 dias. O analista sênior da exchange eToro, Mati Greenspan, afirmou que a moeda ainda deve se valorizar "astronomicamente" antes do halving e que é uma ótima opção de investimento atualmente. Abaixo, vemos uma ordem de compra de 21 mil Litecoins, o que mostra o grande interesse de investidores na moeda.


Baleia comprando 21 mil Litecoins. (Fonte: Binance)


Gráfico do Litecoin desde o início do ano. (Fonte: CoinMarketCap)

Uma boa notícia para as criptomoedas é que o governo da Itália está considerando cobrar impostos sobre investimentos bancários. A consideração surge devido a mudanças no ecossistema de outros mercados de investimentos, o que vem estimulando os italianos a guardar seus ativos nos bancos, fazendo os investimentos bancários atingirem volume recorde no país. Se a decisão for efetivada, pode levar as pessoas a aderir a criptomoedas como forma de proteger seus ativos dos impostos governamentais.


A Bakkt, plataforma de trading de contratos futuros da bolsa de Nova York, anunciou que lançará seu primeiro produto no dia 22 de julho. A plataforma irá mudar o mercado de moedas digitais, uma vez que será a primeira a oferecer contratos futuros transacionados em bitcoin, e não em dólares. Ao mesmo tempo, a CBOE, a bolsa de Chicago, irá suspender a emissão de contratos futuros em sua plataforma, o que será favorável para a Bakkt. Com o lançamento da Bakkt, grandes investidores institucionais entrarão no mercado, aumentando o volume de transações, o interesse e consequentemente, o valor do ativo.


Já o Facebook, que está investindo em seu novo projeto de stablecoin, anunciou algumas datas para a moeda: 18 de junho marcará a divulgação de seu white paper, documento que explica o funcionamento da moeda; já a data para começar a testar a moeda será o início de 2020. A moeda funcionará nos serviços da companhia, como o Facebook, Instagram e Whatsapp. Ela promete ser benéfica para as criptomoedas, principalmente a Bitcoin, uma vez que irá trazer mais visibilidade para o universo cripto.


A Binance anunciou que irá lançar uma nova plataforma específica para usuários dos Estados Unidos para implementar restrições como limitação de oferta de altcoins. Sabendo que a Binance é uma das maiores exchanges do mundo e cerca de 30% de seus usuários são americanos, isso mudará drasticamente o volume das moedas e consequentemente seus valores. Enquanto isso, a exchange suspenderá suas negociações para usuários do país. Isso deve impactar a Cripto BNB já que muitos usuários vão migrar para outras exchanges. Com a notícia, a Binance Coin caiu 7% na sexta-feira.


No Brasil, a exchange brasileira Negocie Coins foi a segunda exchange com maior volume nessa semana no mundo, de acordo com o CoinMarketCap, o que pode colocá-la no patamar das grandes brasileiras com Foxbit e Mercado Bitcoin. Ainda no Brasil, a Ripple anunciou que abrirá um escritório no país, buscando aumentar suas operações por toda a América Latina. Isso mostra que o ecossistema brasileiro de criptomoedas está crescendo e os investidores estão cada vez mais conscientes do potencial das moedas digitais.



Opinião do Christian

Recomendo fugir de EOS em função de uma possível concentração chinesa dentre os block producers, fuja do BCH por ser o concorrente direto do Facebook Coin.

Entre na Litecoin para pegar carona no bull do halving.


Carteira do Christian

(50%) Bitcoin: ∆ +5,31%

(20%) Litecoin: ∆ +10,57%

(15%) Binance Coin: ∆ +1,43%

(10%) Tezos: ∆ -9,88%

( 5% ) Stellar: ∆ -3,92%

0 visualização
CONTATO