Digest 17/05 - Multiplicador do Bitcoin chega a R$4,10

Esta foi a semana do dólar! A moeda chegou a paridade de R$4,10, uma das mais altas da história, e como sabemos, o valor do Bitcoin em real está atrelado à sua valorização. Para quem comprou Bitcoin na semana passada, agora é uma boa hora de vender.


Os contratos futuros de Bitcoin bateram recorde de US$1 bilhão. Foram trocados um total de 33.677 contratos. Muitas instituições financeiras apostam na moeda através de contratos, e o sucesso deles mostra que grandes investidores estão confiantes no potencial do bitcoin ao longo deste ano.  


Com isso, mais uma vez o bitcoin fechou a semana com saldo positivo. A moeda escalou bem rápido e chegou a máxima de US$8296 em questão de dias. Apenas na sexta-feira, o mercado corrigiu o rápido avanço e retraiu para em torno de US$7200.

Gráfico do Bitcoin no último mês. (Fonte: CoinMarketCap)

A correção já era esperada por especialistas. Ran Neuner, do canal CNBC, avisou em suas redes sociais que o mercado estava crescendo rápido demais, e após a queda, postou:

"Esse retraimento não foi inesperado. O mercado estava comprando em excesso. Ainda assim, estamos em um ciclo bastante bull, então estou usando essas quedas para comprar mais posições, começando calmamente logo abaixo de US$7000." Concordamos com ele: agora é um momento de segundas chances para aqueles que ainda não compraram entrarem no mercado.


Isso porque o mercado bull está apenas começando. Estamos nos aproximando da época de halving do bitcoin, onde a inflação da moeda é reduzida. O marco histórico é que nesta redução de agora, a inflação do bitcoin vai ficar equivalente à dos EUA e a concorrência vai ficar bem mais pesada.


Além do halving do bitcoin que tanto falamos aqui, que será no ano que vem, a corrida se antecipa também pelo halving do Litecoin, que será antes, daqui a aproximadamente 80 dias. A Litecoin atingiu seu maior valor nos últimos 11 meses. Você pode conferir o tempo até o halving e compará-lo com o valor da moeda aqui: https://www.litecoinblockhalf.com/

O halving do Litecoin serve como uma boa simulação do halving do Bitcoin.


Gráfico mostrando a performance do Litecoin no último mês. (Fonte: CoinMarketCap)

A dominância do bitcoin também foi um bom indicador para mostrar a força da moeda nessa semana. O indicador chegou a quase 60%, destacando o bitcoin em relação a outras moedas, fortalecendo o seu momento.

Outro indício de que estamos numa fase de "segunda chance" para comprar são os indicadores da blockchain. A taxa de transação atingiu o valor mais alto dos últimos 14 meses, com mais de 70 mil transações não confirmadas na rede. O crescimento desses dois indicadores demonstra o aumento na demanda por Bitcoin.


Gráfico da taxa de transação de BTC. (Fonte: BitinfoCharts)

Por último, uma observação a respeito do fator psicológico dos investimentos: agora que investidores e o público geral sabem que o Bitcoin a US$20 mil é possível, a tendência é que as pessoas sofram de FOMO (ou medo de ficar de fora) e ocasionem outra grande subida, dessa vez possivelmente maior.

Opinião do Christian:

- Queda a curto prazo mas subida no longo.

- Por causa do dólar, recomendo venda no curto prazo e nova compra semana que vem.

- Binance Coin continua sendo a queridinha do mercado, vem num movimento crescente, sem muitos abalos externos.


Carteira do Christian:

(50%) Bitcoin: ∆ +10.50%

(20%) Litecoin: ∆ +10.33%

(15%) Binance Coin: ∆ +26.90%

(10%) Tezos: ∆ +48.18%

( 5% ) Stellar: ∆ +28.88%

0 visualização
CONTATO