Digest 20/12 - Mercado cada vez mais eficiente

A Bitcoin sofreu uma forte queda na quarta-feira (18) com dois drops consecutivos, mas se recuperou bem rápido no dia seguinte. A força também foi vista hoje (20) em uma venda de $10 milhões que nem foi sentida pela rede. Acompanhe a seguir:

Oscilação do Bitcoin na semana. (Fonte: Bitcoin Ticker)

O Bitcoin começou a cair na terça-feira (17) e na quarta-feira teve uma brusca queda de preço. Essa desvalorização da criptomoeda foi impulsionada pela venda de 20 mil Bitcoin e 790 mil Ethereum que seriam da pirâmide financeira Plustoken na segunda-feira, segundo um recente relatório da Chainalysis.


O perfil Whale Trades no Twitter, que notifica grandes movimentações de criptomoedas, identificou a venda de mais de US$ 10 milhões em Bitcoin na BitMEX, maior exchange de futuros de cripto.


Variação de mercado. (Fonte: Coin360)

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, propôs ontem (19) a criação de uma criptomoeda muçulmana para enfrentar as sanções econômicas dos EUA. A proposta de Rouhani tem como objetivo fortalecer a cooperação financeira e comercial entre as nações muçulmanas e reduzir a dependência do dólar.


O CEO da Coinbase, Brian Amstrong, patenteou um sistema que permite que a transação de Bitcoin por e-mail. O mecanismo possibilita que os usuários efetuem pagamentos com a criptomoeda utilizando e-mails vinculados a endereços de carteira, sem incorrer em taxas de transação. O processo de patente foi concedido pelo Instituto de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) na terça-feira (17).


A Bitfinex anunciou hoje (20) que seus usuários já podem comprar criptomoedas usando cartões de crédito e débito. A nova forma de compra vale para Bitcoin, USDt, Ethereum ou qualquer outro token ERC20.


O Bitcoin foi avaliado como nota A pela nova avaliação da Coin Metrics, empresa de análise de blockchain. A Coin Metrics divulgou o relatório chamado "State of the Network: Issue 30", o qual avalia a facilidade de sincronização, atualização e manutenção dos nós dos principais projetos de criptomoedas. Das principais blockchains avaliadas, Bitcoin, Bitcoin Cash, Bitcoin SV e Litecoin receberam nota máxima, enquanto Ethereum recebeu B e EOS e Binance Chain tiraram F.


Brasil:

Bitcoin e as criptomoedas são ativos globais, mas como este informe está direcionado ao público brasileiro, temos uma seção especial sobre o dólar e acontecimentos nacionais, mesmo que não tenham impacto no valor das moedas.


A QR Capital, empresa de serviço de investimentos em criptoativos, foi aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) como gestora de recursos baseados em Bitcoin e criptomoedas. Com isso, a QR Capital tornou-se empresa autorizada pela CVM a operar oferecendo investimentos com criptos.

A exchange brasileira Bitcoin Trade lançou um sistema de recompensas com Bitcoin em parceria com grandes varejistas online. A novidade, chamada BitcoinBack, funciona através de um plugin para o navegador Chrome, que avisa aos usuários a possibilidade de cashbacks da criptomoeda, com um limite de 30%. Os Bitcoins ficam disponibilizados em uma carteira dentro do site da própria BitcoinBack. Nike, Fast Shop, Centauro, Netshoes, Americanas, Carrefour, Hoteis.com e Renner são algumas das lojas parceiras.


Roubos e golpes da semana:

Sabemos que, como o mercado de bitcoin é novo e pouco regulado, muitas pessoas tentam se aproveitar da falta de informação dos investidores. Sendo assim, colocamos aqui avisos e alertas sobre as tentativas de golpes, fraudes ou roubos de bitcoin para você ficar atento e investir com mais segurança.


O Google removeu ontem (19) a Atlas Quantum, empresa que fazia operações de arbitragem de Bitcoin, do seu serviço de pesquisa e visualização de mapas e imagens de satélite, o Google Maps. O buscador recebeu uma denúncia de usuário classificando a Atlas como "spam, falso ou ofensivo" e acatou retirando a empresa do Maps, ou seja, não mostrando mais as informações e avaliações que ocorriam na página inicial.


A Investimento Bitcoin, investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por suposta prática de pirâmide financeira, foi proibida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) de captar novos investidores. Além disso, o TJ-SP oficiou as emissoras SBT, Bandeirantes e Record para não divulgarem mais a empresa.


A Genbit, empresa que oferecia lucros mensais de até 15% com criptomoedas, está com saques de clientes atrasados, contas bloqueadas na Justiça e ações abertas contra ela mas negou ao jornal A Tribuna que seja uma pirâmide financeira. A antiga plataforma da empresa, a Zero10.Club, possui um processo administrativo aberto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pois não tem autorização da autarquia para atuar com o investimento oferecido. Segundo a CVM, a Genbit e a Zero10.Club são a mesma coisa.


A BWA Brasil Tecnologia Digital, que oferecia pacotes de investimentos em criptomoedas com rendimentos, enfrenta uma ação de despejo do condomínio Praiamar Corporate Empreendimentos Imobiliários. A BWA está com o aluguel atrasado e também não está pagando os seus clientes. Além disso, a empresa não possui autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para oferecer pacotes de rendimentos atrelados à Bitcoin e criptomoedas.


Analise do Christian:

Segundo informações do Coin Dance, o uso do Bitcoin SV ultrapassou o Bitcoin Cash e o próprio Bitcoin em uma curva linear ascendente. Isso indica que BSV pode valorizar mais nas próximas semanas.

Transações diárias de Bitcoin, Bitcoin SV e Bitcoin Cash. (Fonte: Coin Dance)

Sendo assim, já vou movimentar 10% do BTC para o BSV na carteira recomendada.


Carteira do Christian:

(50%) Bitcoin: ∆ -0,69%

(10%) Bitcoin SV: ∆ -5,12%

(20%) Binance Coin: ∆ -9,13%

(20%) Tezos: ∆ -9,83%

0 visualização
CONTATO