Digest 21/06 - Libra empurra e Bitcoin bate US$10000!

Nós aguardamos um pouco para dar a vocês a notícia de que o Bitcoin acaba de bater $10000! Em uma nova onda de hype. A moeda valorizou fortemente esta semana. A maior parte das altcoins também se valorizou, mas parece que o momento é mesmo da bitcoin.



Valorização das moedas nos últimos sete dias. O tamanho dos quadrados representa a fatia de mercado da moeda. (Fonte: Coin360)


O especialista da CBNC Ran Neuner afirmou em seu Twitter que, “ao atingir a próxima resistência, aos US$10000, devemos esperar por mais uma correção. As correções devem ser usadas para comprar”. Já sabemos que o número é muito forte e a barreira deve ser muito grande.


Gráfico do Bitcoin na última semana. (Fonte: Bitcointicker)


Segundo o CoinTelegraph, a performance do bitcoin nessa semana dá ainda mais força para confirmar a tendência bull que a moeda assumiu nos últimos três meses. Nos contratos futuros de bitcoin da Bolsa de Valores de Chicago, a CME, a moeda brevemente bateu o valor de US$10000 nesta sexta-feira (21). Foi a primeira vez desde março do ano passado que a moeda ficou com este valor. Com isso, os contratos futuros da CME mais uma vez bateram recorde de emissão, com um total de 5311 contratos emitidos num dia, totalizando US$256 milhões.

A taxa de hash do bitcoin, que é considerada o nível de interesse em minerar bitcoin e um dos maiores indicadores de atividade na rede, atingiu o maior valor de todos os tempos essa semana, minerando 65.19 trilhão de hashes por segundo (Th/s), quando a moeda ultrapassou o valor de US$9000. Segundo o apresentador do programa de economia Keiser Report, Max Keiser, afirmou em seu Twitter, “a taxa de hash na maior parte das vezes move o preço (para cima)”.




 Taxa de hash da rede. (Fonte: Blockchain.info)

A maior notícia do mercado de criptomoedas na semana foi o lançamento do white paper da Libra, moeda digital do Facebook. O documento explica o funcionamento da moeda, que tem previsão de lançamento para o início do ano que vem. O white paper afirma que a Libra será uma moeda stablecoin, tendo seu valor lastreado no dólar americano, e pretende substituir o dinheiro físico e os cartões de crédito e débito em diversos casos. O objetivo é criar um método de pagamento mais eficiente e acessível, que os usuários poderão usar diretamente dos aplicativos em seus celulares. Isso inclui realizar transferências, pagar por mercadorias ou serviços e substituir o dinheiro físico em locais onde este é escasso, como países em desenvolvimento.


A rede de 100 nós é apenas a testnet para fazer os testes anti-bug e anti-hacking. A capacidade é de 1000 transações por segundo, quase a mesma que a Visa, o que deve ser suficiente para este começo. A associação do Facebook conseguiu apoio de outras gigantes do mercado como Paypal, Uber, Spotify e até a brasileira Mercado Pago. os primeiros a usarem obviamente serão os aplicativos Messenger e Whatsapp, mas logo depois os outros entrarão. O consórcio é tão grande que já está incomodando o governo americano em sua hegemonia sobre o dinheiro. Vale dizer que por ser uma blockchain a tecnologia será pública, assim como o bitcoin e por ser uma stablecoin ninguém ganhará dinheiro com isso.


Uma vez que o Facebook possui mais de dois bilhões de usuários, a moeda entrará rapidamente em mainstream, levando as criptos a outro patamar de popularidade. Outro ponto importante sobre a Libra é que ela não irá concorrer com o Bitcoin: o autor do livro The Bitcoin Standard Saifedean Aimmous avaliou em seu Twitter que “a Libra reforça a proposta de valor do bitcoin e precisará se apoiar no sucesso do bitcoin para obter sucesso.”


A Binance, maior exchange do mundo, anunciou nesta semana o lançamento de uma moeda de valor sustentado no bitcoin em sua plataforma de trading. Esse será o primeiro lançamento de uma série de tokens sustentados em outras criptomoedas, que visam facilitar o acesso a criptomoedas que não estão disponiveis na plataforma para seus usuários. Segundo a exchange, as reservas de valor poderão ser facilmente vistas pelo público, uma vez que estarão disponíveis na blockchain.


Opinião do Christian:

Libra será uma stablecoin, portanto não será um investimento. A Binance bloqueou as altcoins para os americanos que são 30% dos clientes. O momento é realmente do Bitcoin que entra em nova fase de hype. Depois do baque, BNB voltará e não esquecer do halving do Litecoin.


Carteira do Christian:

(50%) Bitcoin: ∆ +15,70%

(20%) Litecoin: ∆ +3,83%

(15%) Binance Coin: ∆ +18,06%

(10%) Tezos: ∆ -5,08%

( 5% ) Stellar: ∆ -0,64%u

0 visualização
CONTATO