Digest 23/08 - Atenção aos golpes

Apesar dos sucessivos golpes, nossa moeda Bitcoin fechou a semana no verde. Chegou a bater perto de US$ 9.800 na quinta-feira, mas o que mexeu mesmo no seu preço foi a subida do dólar.


Preço do Bitcoin vezes a cotação do dólar, ou seja, em reais. (Fonte: TradingView)


Variação de mercado. (Fonte: Coin360)

O preço girando torno de 10 mil dólares está fazendo com que os investidores relembrem da dura queda de mercado de 2018. O site Alternative.me analisa o atual sentimento do mercado geral sobre o Bitcoin com um medidor que vai de 0 a 100, onde 0 representa medo extremo e 100 otimismo extremo. O índice, chamado de Índice de Medo e Otimismo, registrou o nível mais baixo da história: 5 pontos, representando muito medo. O índice leva em consideração dados relacionados à volatilidade, dinâmica e volume do mercado, sentimento de mídia social, pesquisas semanais, dominância e tendências do Google. O índice forneceu ainda uma sugestão de interpretação dos dados: o medo extremo dos investidores pode representar uma oportunidade de compra.


Oscilação semanal do Bitcoin. (Fonte: BitcoinTicker)

Uma nova pesquisa feita pelo Arcane Research incluiu liquidez como mais um fator de dominância do Bitcoin e chegou a um número de aproximadamente 90%. O instituto de pesquisa alegou que market cap pode ser pouco para isso.


Como já vem acontecendo há algum tempo, a inflação na Venezuela alcançou novamente níveis altíssimos e fez com que as transações de Bitcoin peer-to-peer (P2P) batessem novos recordes esse mês. O Bitcoin está sendo usado como um meio popular de troca e armazenamento de valor. O analista Jackie Johnson, colaborador do Ledger Journal, afirmou que um dos fatores que impulsionam o comércio da criptomoeda é a pressão para comprar Bitcoin antes que a moeda local desvalorize ainda mais.


De acordo com o Poolin, quarto maior pool mineração de criptomoedas ativo na rede Bitcoin, as chuvas intensas na China destruíram completamente uma fazenda de mineração de Bitcoin. Apesar do ocorrido, a taxa de hash da rede Bitcoin bateu mais uma vez seu recorde essa semana. Segundo os dados do recurso de monitoramento Blockchain.com, a taxa atingiu 82,5 TH/s na terça-feira (20). A taxa de hash representa o número de cálculos que uma determinada rede pode executar a cada segundo. Quanto maior a taxa, maior a competição entre mineradores para validar novo blocos. Isso significa que continuam fortes os investimentos na rede.


A Binance anunciou segunda-feira (19) que está lançando seu próprio projeto de blockchain aberto para concorrer com a Libra, do Facebook. O projeto recebeu o nome de Venus e é focado no desenvolvimento de stablecoins localizadas no mundo todo. A exchange está em busca de parcerias com governos, corporações, empresas de tecnologia e outros projetos de criptomoeda e blockchain para desenvolver esse novo ecossistema de moedas. Vale lembrar que a Binance é uma das exchanges mais fortes do mundo e sua base fica em Malta, bem isolado das fortes regulamentações.


A Coinbase, depois de se juntar com a Xapo, acabou cometendo alguns erros de segurança, como salvar a senha do usuário em base de dados e estão pedindo para os mais de 3 mil usuários afetados trocarem seus dados.


Uma juíza britânica ordenou o confisco de US$ 1,1 milhão em criptomoedas de um hacker que roubou dados pessoais através de um ataque de phishing para vendê-los na dark web em troca das criptos. As moedas foram apreendidas e deverão ser vendidas para ressarcir as vítimas do ataque. Outro hacker, dessa vez uma mulher australiana, roubou mais de US$ 400 mil em criptomoedas através de uma invasão de e-mail. O golpe aconteceu em janeiro do ano passado mas a hacker declarou-se culpada somente hoje (23).


Essa semana foi difícil para os suspeitos de fraude com criptomoedas no Brasil. A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) já recebeu denúncia de mais um suposto esquema de pirâmide brasileiro, a Wishmoney. A empresa se descreve como uma holding multinacional que une mercado financeiro, produtos, serviços e marketing multinível. Segundo o portal Cointelegraph, a Wishmoney, que não tem registro na CVM, busca captar os recursos dos investidores para aplicá-los em seus planos, sendo considerado, assim, valores mobiliários. A suposta pirâmide financeira contratou diversas celebridades para promoverem a empresa baseada em Bitcoin e criptomoedas. Outro esquema divulgado por famosos brasileiros foi a Investimento Bitcoin, que oferece alta rentabilidade através de negociações com criptomoedas. A CVM já acatou a denúncia feita sobre as atividades da empresa e está analisando o caso.


Ainda essa semana, a Polícia Militar (PM) do Paraná cumpriu terça-feira (20) um mandado de busca e apreensão das criptomoedas do Grupo Bitcoin Banco, consequência do processo com valor de causa de quase R$ 1,5 milhão aberto por duas clientes da instituição. Um terceiro cliente também já havia processado o GBB por também por atraso de saques na plataforma, que resultou no bloqueio de bens pessoais de Cláudio Oliveira, controlador do Grupo Bitcoin Banco, como divulgado pelo jornal Valor na segunda-feira. A justiça já determinou que as as plataformas do GBB devem realizar o pagamento de cerca de R$ 1,4 milhão à este terceiro cliente.


Clientes da Atlas Quantum também informaram que estão enfrentando problemas com a realização de saques junto à plataforma, segundo o Cointelegraph. As reclamações foram feitas através da página do empresa no Facebook e a Atlas respondeu que os prazos foram estendidos por questões técnicas pontuais e prometeu que saques com mais de 24 horas de atraso terão os rendimentos dos dias atrasados creditados com um bônus de 25%. Depois da chamada da CVM, a empresa contratou uma empresa de auditoria internacional para recuperar sua imagem.


Opinião do Christian:

Ethereum está mais uma vez saturado. Não sei como não caiu ainda.

Seria um forte momento de compra se não fosse a alta do dólar.

Se você quer uma altcoin, entre em Decred, mas eu não arrisco não.


Carteira do Christian:

(70%) Bitcoin: ∆ +0,00%

(30%) Binance Coin: ∆ -1,86%

0 visualização
CONTATO